domingo, março 06, 2011

Carta para mim mesma
Eu gosto e valorizo os retiros. Por experiência, sei que eles nos ajudam a encontrar as respostas dentro de nós... No ano passado eu participei de um num lugar muito especial para mim. A proposta era que escrevessemos uma carta pra nós mesmos... Essa semana eu a recebi. É indescritível a maravilha de ler aquelas linhas que eu escrevi pra mim mesma...
Transcrevo aqui, o final dela. Compartilho com a intenção de que meu grito (é um grito mesmo) ajude a não me esquecer de práticas tão imprescindíveis a minha alma.
Atitudes/lembretes para não esquecer:
  • Deus cuida de tudo.
  • A devoção te fortalece.
  • Não se preocupe tanto.
  • Relaxe. Relaxe. Relaxe.
  • Lembre-se sempre de respirar lenta e profundamente.
  • Beba bastante água.
  • Veja o nascer e o pôr-do-sol sempre que puder.
  • A natureza foi feita para se contemplar. Usufrua disso.
  • Entoe mantras. Crie mantras.
  • Tenha darshans internos.
  • Lembre-se sempre do que viveu na Índia.
  • Aprenda a perdoar.
  • Siga sua intuição.
  • Preste atenção no que sente.
  • Tenha noites tranquilas para ter bons sonhos.
  • Pratique o tricô zen.
  • Viaje sempre. Viaje muito.
  • Seja paciente e calma. Respire quando estiver prestes a perder a "cabeça".
  • Você pode se bastar.
  • Devocione seu mestre.
  • SEJA GURU DE SI MESMA!

É uma boa prática escrever pra si mesma... Serve como um farol em dias escuros e é uma brisa nos dias leves. Pratique!

Um comentário:

Andressa disse...

De tudo fico com o "Viaje sempre. Viaje muito". E repetindo isso como um mantra :P

Pesquisar este blog